Portugal é um dos 26 Estados-membros afetados pelo comércio ou distribuição de ovos contaminados com o pesticida tóxico fipronil, segundo a mais recente lista da Comissão Europeia. Contactado pela RTP, o Ministério da Agricultura esclarece que um cidadão português, em viagem pela Bélgica, decidiu comprar ovos e trouxe-os para Portugal.

Segundo os dados mais recentes, a que a agência Lusa teve acesso, na União Europeia só na Croácia e na Lituânia não foram ainda detetados ovos contaminados, uma crise que atinge ainda a Noruega, o Liechtenstein, a Suíça e a Rússia.

A fraude que conduziu à contaminação de ovos pelo inseticida fipronil remonta a setembro de 2016, disse há uma semana a Comissão Europeia, precisando na altura que 34 países, a maioria na Europa, foram atingidos pela situação.

A contaminação de dezenas de milhões de ovos, resultante da desinfestação de explorações de galinhas poedeiras por um produto contendo fipronil, um antiparasitário forte estritamente proibido na cadeia alimentar, foi divulgada em agosto.
Cidadão português comprou ovos na Bélgica.

Contactado pela RTP, o Ministério da Agricultura esclarece que um cidadão português, em viagem pela Bélgica, decidiu comprar ovos e trouxe-os para Portugal. O Governo garante que não há ovos contaminados à venda em Portugal.

As autoridades têm conhecimento da situação através do sistema de alerta europeu e estão a tentar localizar o cidadão em causa. O Ministério não esclarece se os ovos comprados foram para consumo próprio ou para venda.

SEM COMENTÁRIOS