O embaixador do Brasil no Paquistão, Claudio Raja Gabaglia Lins, disse que seu país poderia ser um mercado atraente e grande para empresários paquistaneses, de acordo com o jornal The Nation, de Lahore.

Os comerciantes do Paquistão e outras delegações empresariais “devem visitar o Brasil e explorar o máximo de oportunidades econômicas entre os dois países”, disse ele após uma cerimônia na Câmara de Comércio e Indústria de Multan (MCCI) no domingo (29 de outubro).

Ele também disse que o Brasil gosta de habilidades em pesquisa e agricultura e que o Paquistão pode tirar o máximo proveito dessa pesquisa. “O Brasil também oferece oportunidades de ensino superior aos professores paquistaneses, acrescentou. No entanto, ele admitiu que a Universidade Agrícola de Faisalabad também contribuía muito para o campo de pesquisa “.

“Para uma pergunta sobre o Corredor Econômico China-Paquistão (CPEC), ele disse que era um grande projeto e esperava que muitas empresas multinacionais viessem para o Paquistão para fazer parte do projeto. Ele disse que o Brasil também poderia ampliar a cooperação nos setores de energia eólica e energia elétrica “, afirmou The Nation.

SEM COMENTÁRIOS