A íntegra da conversa entre os relatores da j f joesley batista e ricardo saud ficou sob sigilo até pouco tempo atrás ao longo do dia no entanto publicações como os sites do jornal o globo e da revista veja tiveram acesso a boa parte dos trechos dos diálogos que o jornal nacional mostra a partir.

Por longos minutos à conversa sobre o ex procurador marcello miller que trabalhou como auxiliar no gabinete de rodrigo janot durante três anos no dia em que o diálogo foi gravado dia de março deste ano miller ainda trabalhava na procuradoria geral da república pouco depois ele deixaria o ministério público para se tornar sócio de um escritório que atuou no acordo de leniência da j f.

Uma conversa joesley batista diz a saúde que a intenção é usar marcello miller para chegar já no e ele se refere também a uma mulher de nome fernando fernanda que seria advogada fernanda totman que trabalha para a jbs por isso que eu quero nós dois o tempo tá sempre cento alinhada nós dois e o marcelo nós dois temos que operar o marcelo direitinho a chegar no nó de pare então tá nathan eu acho que é o que eu falei pra fernanda eu falei pô nós nunca podem não ser o primeiro não tem que ser o último ano um problema seja não tem que ser a tampa do caixão fernando fernán anda nós não vamos ser nunca quem vai dar o primeiro tiro não vai ser quem vai dar o último tiro on e se quem vai bater o prédio da tampa mesmo dia seguinte então conheceu já nó não pensa que é e quem é que precisa do que em outra parte da conversa joesley batista e ricardo saud .

Especulam se rodrigo já no tenha conhecimento das tratativas que diziam manter como marcello miller ou se algum outro interlocutor teria levado estas tratativas ao conhecimento de já novo eles citam eduardo pela chefe de gabinete de janot não sabe tudo normal mas andou falando pô canção falou por ela e falou por um fio kila falou pressionou é o sabendo eu já no espertão que já no famoso foi pressão neles permite entregar todo mas no méxico ele dá pânico nele mas num bar no mês com ele em seguida joesley batista continua a especular sobre o comportamento de já no nesse ponto é possível depreender que joesley não tem ideia sobre se o procurador geral sabia das conversas com marcelo milha ricardo saud estranha que ninguém na procuradoria os tenha procurado oficialmente porque não pode ser combinada com o que não pode contar você não pode ter beijo eu entendo eu não admito entendendo ninguém entendeu é por isso que eu digo é pretensão que eu acho que o hotel pretensão que eu posso estar completamente errado sim eu tenho a pretensão de achar que eu tô entendendo eu acho que eu entendo o que as pessoas acham em condição normal de pressão e temperatura e lhes dele eles estão fazendo o que era previsível deles fazer essa você no lugar deles eles o espertão o que eles fariam toca a pressão desse povo mas não mexe com eles eu não sei se é um dom eu estou falando e nou a conversa continua sobre meios para se chegar a rodrigo já nó fica ainda mais claro que foram orientados pelo então procurador marcello miller eles comentam que tope ou seja o principal seria o presidente michel temer essa conversa foi gravada dez dias depois da visita de josé batista o palácio do jaburu em que o empresário gravou o presidente michel temer e continuam se perguntando quem mais na procuradoria sabia que queria um delatar e que material teriam a oferecer agora os fãs e que é maior e recolocando golos mas vai pegar vamos lá vamos dar um passo atrás sim na minha cabeça marcelo é do mpf o marcelo tem linha direta com de novo quando eu falo já noé já no pelé ela é não não é tudo a mesma coisa o mpf é geral e lela économique o teu cá e o outro nós somos nós somos jóia da coroa deles o marcelo já descobriu e já falou com o jornal hoje nó nós temos um cara nós temos um pessoal que vai dar todas as provas que nós precisamos ele entendeu isso pouco depois ricardo saud propõe a joesley que eles peçam a marcello miller para levá los para uma conversa com janot não não vou poder da mente o campeonato foi o trecho a seguir ricardo saud especula que rodrigo já no já estaria acertado para advogar no mesmo escritório de marcello miller ao fim de seu mandato na procuradoria geral da república durante o pronunciamento de ontem rodrigo janot afirmou que a procuradoria obteve áudios com conteúdo gravíssimo com referências indevidas ao supremo tribunal federal ea procuradoria geral da república no entanto na petição em que abre o procedimento de revisão do acordo de delação jallow diz que há no áudio trechos que indicam a omissão dolosa de crimes praticados pelos colaboradores terceiros e outras autoridades inclusive o supremo tribunal federal nos áudios divulgados durante a tarde não há citação a nenhum ministro relacionado a irregularidades deslizes e muito menos atitudes criminosas mas em um trecho da conversa referindo se a um interlocutor não claramente identificado joesley batista e ricardo saud discutem usar zé eduardo o ex ministro da justiça do governo dilma rousseff josé eduardo cardozo para chegar ao supremo hum ele falou isso que ele falou já wesley diz então que josé eduardo cardozo entregariam supremo tribunal federal pelo contexto da gravação depreende se que eles pretendiam que cardozo gravar seus ministros do supremo joesley explica o suposto plano caberia a ele próprio entregar o executivo e josé eduardo cardozo entregar o judiciário .

Segundo joesley a odebrecht já havia moído o legislativo onde souza supremo fabiano é o seguinte eu vou entrega o executivo você vai entregar vai entregar o meu pra mim isso aqui é um é o seguinte com zero só que eu tenho que fazer é uma miúda eu pra mim não tem que falar mais nada com z recomendar que se sente que eu vou ligar pro zé eu direto fazer vem aqui ver é o seguinte você não precisa realizar sua prova quem nós temos pra pensar nisso  iniciando e mail chamou césar gusmão tem problemas no supremo a única chance batendo sobre vez você tem quem a b c d e e como é cada um a ua é isso o bê isso de modo o a isso b isso com a influência que tem neste mês esse lugar como é que é combinar grampeia comunidade precisava entregar tudo vai falar de dois só não estava entregue ao judiciário e executivo só muito relativa não tive amor a odebrecht moya odebrecht morreu o legislativo não como esse.

SEM COMENTÁRIOS