perícia balística que deve apontar de qual arma saiu o tiro que mantou a estudante Jeiciane Valência de Oliveira, de 13 anos, no município de Tabatinga, a 1.108 km da capital, será realizada em Manaus. Jeiciane foi vítima de bala perdida quando policiais perseguiam suspeitos por volta das 17h de sexta-feira (25).

Segundo a Polícia Militar (PM), uma equipe foi acionada após uma denúncia informar sobre a atuação de suspeitos de tráfico de drogas. Dois suspeitos fugiram após a aproximação dos policiais. Eles teriam efetuado disparos contra a guarnição.

Menina de 13 anos é baleada e morre após sair de escola no interior do AM

Menina de 13 anos é baleada e morre após sair de escola no interior do AM

Em nota divulgada pelo comando do 8º Batalhão da Polícia Militar, “a ação tinha como objetivo capturar dois homens que estavam no local para matar um traficante”, informou a nota.

As armas dos dois policiais e uma pistola que teria caído das mãos de um dos bandidos durante a fuga, foram apreendidas. A perícia deve determinar de que arma e de onde partiu o tiro que matou a estudante.

Caso

Jeiciane tinha acabado de sair da Escola Estadual Pedro Teixeira, onde cursava o 7º ano, quando foi baleada no tórax. Ela chegou a ser levada para o Hospital do Exército, mas não resistiu ao ferimento. O crime chocou familiares, professores, alunos e amigos de Jeiciane. O corpo da estudante foi enterrado na tarde deste sábado no cemitério de Tabatinga.

Fonte: g1.globo.com

SEM COMENTÁRIOS